Topo

Topo

terça-feira, 4 de agosto de 2015

Dica SPC Brasil


Ao contratar, não pense apenas no conhecimento específico para a função a ser exercida. Funcionários com habilidades diversas podem ser mais caros, mas poderão te dar mais resultado no futuro.

Por exemplo, um assistente que não tenha problemas em falar em público poderá conduzir reuniões e até se tornar um gerente da área, quando ganhar experiência.

Representantes se reúnem com Prefeito de Santa Cruz do Capibaribe e apresentam Moda e Negócios

Os representantes comerciais da confecção, através da Câmara Setorial da CDL de Santa Cruz do Capibaribe, estiveram recentemente apresentando o projeto do 1º Moda e Negócios, evento que será realizado de 27 a 29 de agosto.

O 1º Moda e Negócios de Santa Cruz do Capibaribe é um evento que visa apresentar uma estratégia de negócios para as empresas da confecção, a fim de criar um ambiente propício para os empresários expor seus produtos e gerar oportunidades de vendas.

De acordo com o Consultor da Câmara de representantes comerciais da confecção, Antônio Sérgio, o projeto foi muito bem visto pelo prefeito Edson Vieira e toda sua equipe.


O evento vai acontecer no Centro Esportivo Pele Bronzeada e vai receber clientes de todo Brasil. Mais informações (81) 3731-2850.


Vem aí um evento que vai movimentar a economia da região


segunda-feira, 3 de agosto de 2015

Projeto Qualipolo foi sucesso de público em mais uma edição

O Projeto Qualipolo idealizado pela CDL Santa Cruz do Capibaribe e pelo SENAI, contou com apoio do SEBRAE, Moda Center, ASCAP, Unopar, SENAC, FADIRE e CESAC, a fim de possibilitar aos colaboradores e empresários de Santa Cruz do Capibaribe uma capacitação no período de férias. Os organizadores do Qualipolo tiveram suas expectativas atendidas.

Com um custo bastante acessível, o intuito do Qualipolo é, de fato, proporcionar uma qualificação profissional em Santa Cruz do Capibaribe e região. Foram duas semanas de cursos, com início no dia 20 e término no dia 31 de julho, com sucesso absoluto. Todas as salas onde aconteceram os cursos estavam lotadas de colaboradores das empresas de Santa Cruz do Capibaribe e da região.


Este ano, o Qualipolo teve uma novidade, que foi o sorteio de um smartphone entre os participantes que estivessem inscritos nos cursos e presentes do início ao fim. O sorteio aconteceu na noite da última sexta-feira (31), com a participação do presidente da CDL, Valdir Oliveira e diretores do SENAI. A ganhadora do smartphone foi a Talita Gonçalves da Costa Leal, ela que participou do curso Desenvolvimento de Habilidades Gerenciais.


















Receita anuncia consulta ao 3º lote de restituições do Imposto de Renda

Fonte: Agência Brasil

A Receita Federal deve anunciar a liberação da consulta ao terceiro lote de restituições do Imposto de Renda Pessoa Física 2015 nesta semana. O dinheiro estará disponível para os contribuintes, na rede bancária, no dia 17 de agosto.

As informações sobre o lote poderão ser consultadas na internet ou por meio do Receitafone 146. A Receita disponibiliza aplicativo para tablets e smartphones, que permite a consulta às declarações para quem usa os sistemas Android e iOS. O número de contribuintes e os valores dependem sempre da disponibilidade do Tesouro Nacional.

O contribuinte que tem dúvida sobre possíveis problemas na declaração deve consultar o extrato no Centro Virtual de Atendimento (e-CAC), na internet, para verificar eventuais pendências e acompanhar a situação perante o Fisco. Caso encontre algum tipo de divergência nos dados envidados, deve fazer a retificação para não permanecer na malha fina. Para consultar o extrato, o contribuinte precisa ter um código de acesso gerado na própria página da Receita e, para isso, terá que informar o número de entrega das duas últimas declarações. A opção é ter certificado digital.

Filme que teve locações no Moda Center é selecionado para o Festival de Cinema de Veneza


O longa-metragem "Boi Neon", cujo título original era “Valeu boi”, do pernambucano Gabriel Mascaro, é um dos três filmes brasileiros selecionados para a 72ª edição do Festival de Cinema de Veneza, que acontece entre os dias 2 e 12 de setembro na cidade italiana.
O filme, estrelado pelo ator Juliano Cazarré no papel de Iremar, teve locações no maior centro atacadista de confecções do Brasil. As gravações no Moda Center Santa Cruz aconteceram em abril de 2014 e mostram espaços coletivos, como corredores, estacionamentos, áreas de acesso ao local e, principalmente, uma loja de manequins localizada dentro do centro de compras.

A história de “Boi Neon” retrata a busca pelos sonhos. O peão interpretado por Juliano percorre o Nordeste para participar de vaquejadas, até que se depara com o Moda Center Santa Cruz e decide trabalhar com confecções, produzindo moda.

Maeve Jinkings ("O Som ao Redor") e Vinicíus de Oliveira ("Central do Brasil") completam o elenco de “Boi Neon”, que competirá na Mostra Horizonte juntamente com o também brasileiro “Mate-me Por Favor”, da carioca Anita Rocha da Silveira. Já a produção paraense Tarântula, de Aly Muritiba e Maria Calafange, representa o Brasil na mostra de curtas-metragens.

A produção do filme de Mascaro é da Desvia Produções Artísticas e Audiovisuais.

quinta-feira, 30 de julho de 2015

Benefícios CDL - Parcerias em prol da qualificação profissional

Atualmente os colaboradores de uma empresa precisam estar constantemente atualizados. Profissionalmente falando, quem não busca se atualizar para o mercado de trabalho e com a crise que vem assolando a economia, a tendência é que o desemprego aumente e só os melhores ficarão no mercado. Para isso, faz-se necessário uma educação profissional que promova essa qualificação atualizada para empresários e colaboradores.

A CDL Santa Cruz do Capibaribe mantem parcerias com Instituições de renome nacional para trazer os melhores treinamentos, cursos, palestras e seminários para os seus associados e comunidade em geral da Capital das Confecções.





Entidades se reúnem para cobrar solução para a seca em Santa Cruz do Capibaribe

As entidades civis organizadas de Santa Cruz do Capibaribe estão se reunindo para participar de uma Audiência Pública com representantes dos governos estadual e federal. O encontro vai acontecer no dia 28 de agosto, na quadra da Casa da Criança e, na oportunidade, os representantes irão cobrar uma solução para a falta de abastecimento de água em Santa Cruz do Capibaribe.

Neste encontro, os representantes das entidades convocam a população para se fazer junto nessas reivindicações.


quarta-feira, 29 de julho de 2015

Semana da Casa reúne trade de artigos para casa nas maiores feiras de negócios da América Latina

O mercado de utilidades domésticas, artigos têxteis cama, mesa e banho, artigos para Natal, casa e decoração se reunirá em São Paulo, entre os dias 13 e 18 de agosto, durante a SEMANA DA CASA, que irá definir lançamentos, tendências, moda e novidades de toda a cadeia produtiva dos setores envolvidos. Ao todo são mais de 1.300 marcas expositoras, de 15 países.
Seus apoiadores másters são as feiras House & Gift Fair, Têxtil House Fair e Christmas Fair, que juntas devem receber a visita de mais de 110.000 pessoas, sendo 60.000 compradores nacionais e internacionais, vindos de mais de 30 países. Os eventos da SEMANA DA CASA vão ocupar todos os pavilhões do Expo Center Norte, o mais moderno pavilhão para a realização de eventos desse porte, num total de 100.000 m² de área de exposição.
A realização simultânea dessas grandes feiras vai oferecer aos compradores mais economia e comodidade no desenvolvimento dos seus negócios, já que toda a cadeia produtiva dos três segmentos estará reunida em um só lugar, durante uma semana completa, ampliando o relacionamento e propiciando contato direto com quem decide o mercado de artigos para casa na América Latina.
Participar deste grande encontro de negócios e relacionamento significa estar junto ao mercado trocando informações e apresentando novidades a um público altamente qualificado. "Ao reunir os principais players do setor em uma mesma data, a SEMANA DA CASA apresenta um novo conceito de feira, que oferece a visitantes e compradores a possibilidade de realizar negócios "olho no olho", com mais rapidez e custos reduzidos", disse Tarso Jordão, presidente da Grafite Feiras.
Já estão confirmados expositores de todos os estados do Brasil, entre eles Jaguar, Hercules Mundial, Scalla Cerâmica, Darvin Devitro, , Plasvale (artigos para casa); Camesa, Corttex, Branyl, Joulitex, Kacyumara, Dahruj (Têxtil); Cromus (artigos para natal e festas sazonais), ratificando o evento como referência brasileira do setor.

Estilo Moda Pernambuco foi adiado para 2016

 
Programado inicialmente para o próximo mês de outubro, o Estilo Moda Pernambuco foi adiado para o segundo semestre do próximo ano. De acordo com a administração do Moda Center Santa Cruz, a crise econômica brasileira, que atinge fortemente o setor têxtil, fez com que a maioria dos expositores sugerisse o adiamento do evento.

Em outubro de 2016, o Moda Center estará completando 10 anos de existência. O adiamento do EMP, como já está sendo chamado o evento, de certa forma, também contemplará a realização de um grande evento que está sendo preparado para comemorar o décimo aniversário do maior centro atacadista de confecções do Brasil.

“Diante das dificuldades enfrentadas pelo país, achamos por bem atender à sugestão de adiamento. Com isso, vamos realizar um grandioso evento no ano em que o nosso empreendimento completará uma década de sucesso”, disse Allan Carneiro, síndico do Moda Center Santa Cruz.

No Estilo Moda Pernambuco, que será realizado numa estrutura montada no estacionamento frontal do Moda Center Santa Cruz, acontecerão desfiles, palestras, cursos voltados para a cadeia têxtil e a FEMASIC – Feira de Máquinas e Serviços para a Indústria Têxtil. O evento pretende atrair participantes e clientes de todo o Brasil.

terça-feira, 28 de julho de 2015

Dica SPC Brasil

Criar uma marca forte não significa que ela precisa ser distante ou impessoal. Segundo a empresa australiana One Deep, as emoções são a base para 75% das experiências de consumo.
Explore os sentimentos dos consumidores em suas campanhas e ações de comunicação, assim o público se sentirá mais próximo da sua marca.



Índice de Confiança de Serviços cai 2,9% em julho

Fonte: Agência Brasil

O Índice de Confiança de Serviços, medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), caiu 2,9% em julho deste ano, em comparação ao mês anterior. O indicador atingiu o menor patamar (78,4 pontos) desde o início da série histórica, em junho de 2008.

A confiança caiu em sete das 12 atividades do setor de serviços em julho. A queda foi puxada pelo recuo de 7,1% nas expectativas para os meses seguintes, pois os empresários do setor esperam menor demanda nos próximos meses e piora da situação dos negócios.

Apesar da piora global do Índice de Confiança de Serviços, a confiança dos empresários no momento atual avançou 4,8%, devido à melhora da situação atual dos negócios e do volume de demanda.

segunda-feira, 27 de julho de 2015

Arquitetos de Santa Cruz do Capibaribe se reúnem com o presidente do CAU/PE

A diretoria da Câmara Setorial de Arquitetos e Engenheiros da Construção Civil da CDL de Santa Cruz do Capibaribe fez uma visita ao Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Pernambuco – CAU/PE. Os membros da diretoria, juntamente com a executiva da CDL, Katyane Amaral, foram recebidos pelo presidente do CAU, Roberto Montezuma, pelo Gerente Técnico, José Claudio e pela Assessora Técnica, Ângela Cunha, os quais reconheceram a importância da Câmara Setorial para Santa Cruz do Capibaribe e se comprometeram em vir visitar a cidade em breve.


De acordo com a coordenadora da Câmara, a arquiteta, Priscilla Jataí, o intuito da visita foi de se apresentar como Câmara Setorial, órgão representativo da classe em Santa Cruz do Capibaribe e propor parcerias com o CAU. “A nossa visita foi muito importante, pois com isso abrem-se possibilidade de visitas do CAU e trazer parceria para o município, a fim de valorizar ainda mais os profissionais de arquitetura e engenharia da construção civil em nossa cidade”, finalizou.

Confiança do comércio atinge menor nível da história, diz FGV

Fonte: G1 - Portal de Notícias da Globo

A confiança do comércio diminuiu de junho para julho, segundo pesquisa da Fundação Getúlio Vargas (FGV). O Índice de Confiança do Comércio (ICOM) recuou 1,0% e atingiu 89,8 pontos, o mínimo histórico da série iniciada em março de 2010.

“Não há sinalização de melhora da atividade do setor para os próximos meses nos resultados de julho da Sondagem do Comércio. De modo geral, os indicadores se mantêm em patamar historicamente baixo e as expectativas prosseguem piorando, em linha com o contexto de redução no nível de emprego e desaceleração do consumo doméstico”, disse, em nota, Silvio Sales, consultor da FGV/IBRE.

O Índice de Expectativas (IE-COM) caiu 4,6%, influenciado sobretudo pelo recuo do indicador que mede o grau de otimismo dos empresários em relação à evolução da situação nos seis meses seguintes. Já o Índice da Situação Atual (ISA-COM), que retrata o grau de satisfação com a demanda, avançou 6,3%, atingindo 64,4 pontos em julho.

sexta-feira, 24 de julho de 2015


Representantes da Confecção se organizam para evento de Moda e Negócios em Santa Cruz do Capibaribe

Os representantes comerciais da Confecção de Santa Cruz do Capibaribe realizam reuniões constantes, de modo a planejar o evento Moda e Negócios na cidade. A Rodada está programada para acontecer entre os dias 27 a 29 de agosto, onde vai movimentar a economia da confecção de Santa Cruz e região.



O consultor da Câmara Setorial dos Representantes Comerciais da Confecção, Antônio Sérgio, tem demonstrado total empenho para o sucesso do evento. Na tarde desta sexta-feira (24), por exemplo, ele esteve reunido com alguns proprietários de hotéis e os representantes para apresentar as propostas de hospedagens para os clientes, que virão de todo país.


Cai a intenção dos micro e pequenos empresários em tomar crédito nos próximos meses, mostra indicador do SPC Brasil

Fonte: Ascom SPC Brasil

O baixo desempenho da economia tem diminuído o apetite dos micro e pequenos empresários (MPEs) em tomar crédito. Dados do indicador mensal calculado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes (CNDL) mostra que a intenção dos micro e pequenos empresários em procurar crédito pelos próximos três meses registrou um baixo patamar de 11,65 pontos no último mês de junho.

O resultado é ainda menor do que o observado em maio, quando o indicador atingiu 16,36 pontos numa escala que varia de zero a 100. Quanto mais próximo de 100, maior é a probabilidade de os empresários procurarem crédito e, quanto mais próximo de zero, menos propensos eles estão para tomar recursos emprestados para os seus negócios.

Segundo o levantamento, mais de um terço (34,25%) dos empresários consultados consideram que atualmente está “difícil” ou “muito difícil” ter crédito aprovado no Brasil, resultado ligeiramente superior ao constatado em maio deste ano (32,9%). Dentre o universo de empresários pessimistas, a maioria (42%) aponta a burocracia como a razão principal do impedimento e outros 37,2% culpam as altas taxas de juros praticadas no mercado.

“A percepção do empresariado sobre a economia se deteriorou nos últimos meses. Sem boas perspectivas diante da atividade econômica enfraquecida e da escalada dos juros, os empresários estão cautelosos e preferem não assumir compromissos de longo prazo. Desse modo, é comum que eles acabem utilizando os próprios recursos financeiros como alternativa aos empréstimos e financiamentos”, afirma a economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti.

Apenas 8,6% pretendem tomar crédito

O indicador mostra que apenas 8,6% dos micro e pequenos empresários das capitais e do interior do Brasil demonstram a intenção de contrair crédito nos próximos 90 dias. Entre as principais finalidades, a formação de capital giro aparece em primeiro lugar, com 56,6% de respostas – em maio o percentual estava em 36,7%.

Outras intenções também mencionadas pelos empresários que estão dispostos a demandar crédito são obter recursos para o pagamento de dívidas (30,4%) – frente à 26,7% observado em maio -, comprar insumos e aumentar o estoque (27,5%), comprar equipamentos e maquinário (23,25) e reformar a empresa (21,7%).

“Chama a atenção o número crescente de empresários que admitem assumir novas dívidas para saldar as mais antigas ou a tomar crédito para formar capital de giro. Trata-se de um sinal claro da dificuldade financeira que parte considerável dos empresários está sentindo para honrar seus compromissos e pagar despesas correntes”, afirma a economista.

Investimento no negócio em baixa

Com a demanda do consumidor retraída e a atividade econômica estagnada no país, inclusive com piora dos índices de empregabilidade e de renda, o empresariado brasileiro tem se mostrado pouco interessado em aumentar investimentos em seus negócios. Se levados em conta os próximos 90 dias, o indicador de investimentos calculado pelo SPC Brasil e pela CNDL  registrou 25,98 pontos em junho, sendo que quanto mais próximo de 100, maior é a propensão ao investimento.  O resultado mostra uma piora do cenário, já que o índice ficou abaixo dos 32,06 pontos observado em maio deste ano.

Quase um quarto (24,4%) dos empresários ouvidos pelo levantamento pretende realizar algum investimento nos próximos 90 dias. Dentre esse universo de empresários, os recursos financeiros pessoais aparecem com força: 70% citam os recursos poupados por eles mesmos como fonte de financiamento. Apenas um quinto (20,5%) menciona empréstimos em bancos e financeiras como o recurso a ser utilizado.

“Para se ter uma ideia, a taxa média de juros cobradas em empréstimos para pessoa física chega a ser três vezes mais caras do que a cobrada em empréstimos com recursos do BNDES. Ainda há um desconhecimento por parte desses empresários da existência de linhas de financiamento mais baratas e adequada ao perfil de suas empresas”, afirma o presidente da CNDL, Honório Pinheiro.

Os investimentos mais citados por esses  empresários são reforma e ampliação da empresa (48,2%), compra de equipamentos e maquinário (38,5%), investimento em propaganda e comunicação (33,8%) e ampliação do estoque (33%).

quinta-feira, 23 de julho de 2015

Inscrições para a segunda semana do Qualipolo já estão abertas


Desemprego fica estável em junho, mas é o maior para o mês desde 2010

Fonte: Agência Brasil

O desemprego em junho alcançou 6,9%, ficando praticamente estável em relação à taxa de 6,7% de maio, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Mesmo assim, junho registra a maior taxa de desemprego para o mês desde 2010, quando o índice chegou a 7%, como mostra a Pesquisa Mensal de Emprego (PME) divulgada hoje (23).

O IBGE informou que a taxa de desemprego de junho aumento de 2,1 pontos percentuais em relação ao mesmo mês do ano passado, quando a alta do desemprego ficou em 4,8%.  

Em junho deste ano, havia 1,7 milhão de pessoas desocupadas, resultado estável em relação a maio. No entanto, a pesquisa mostra aumento de 44,9% (mais 522 mil pessoas) no percentual de pessoas desocupadas em relação a junho de 2014. Já a população ocupada em junho era 22,8 milhões, também estável em comparação a maio, indicando porém recuo de 1,3% (ou menos 298 mil pessoas) na comparação com o mesmo mês do ano passado.

Segundo o IBGE, em junho, a população não economicamente ativa manteve-se em 19,3 milhões de pessoas, o que indica estabilidade em relação a maio. População não economicamente ativa é um conceito elaborado para designar a população que não está inserida no mercado de trabalho ou que não está procurando se inserir nele para exercer algum tipo de atividade remunerada. Já o número de trabalhadores com carteira assinada no setor privado (11,5 milhões) ficou estável no mês, mas recuou 2% (menos 240 mil pessoas) em relação a junho de 2014.

A pesquisa do IBGE indica que o rendimento médio real habitual do trabalhador subiu 0,8% de maio para junho, ficando em R$ 2.149,10. Mas recuou 2,9% em relação a junho do ano passado. Já a massa de rendimento médio real habitual ficou estável de maio para junho: alcançou R$ 49,5 bilhões. A massa de rendimento caiu, no entanto, 4,3% em relação a junho de 2014.

A PME é realizada nas seguintes regiões metropolitanas do país: Recife, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre.